Este pêlo branco

Aqui, nesta montanha batem os primeiros matinais raios de sol e quando este desce e se apresenta o luar tem-se a sensação de que nada se apresentou diferente do que já foi, do que é ou que poderá vir a ser. Não espere nada, nem deslumbramento nem desilusão, não é essa a brancura que se pretende.
Anseie o nulo para que atinja o supremo início do tudo de novo.
Muito gosto,
Cabra Branca.

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

sempre mais

6 comentários:

  1. Procurar nos outros algo que nao temos ou que nos foi furtado, é defacto algo excitante, pena é que muitas das vezes os braços sejam curtos para tao longos abraços.

    Fantástico post.

    O gajo que anda descalço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Descalço, ninguém deseja ser cego, mas enquanto não vermos somos felizes. Quanto mais vemos mais insatisfeitos andamos. "sempre mais"...

      Beijo

      Eliminar
  2. e porque nunca é demais ouvir e ler-te tenho um selo se quiseres no meu blog pa ti


    beijos na minha cabra

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada lindo Water ;) claro que aceito!

      Beijo

      Eliminar