Este pêlo branco

Aqui, nesta montanha batem os primeiros matinais raios de sol e quando este desce e se apresenta o luar tem-se a sensação de que nada se apresentou diferente do que já foi, do que é ou que poderá vir a ser. Não espere nada, nem deslumbramento nem desilusão, não é essa a brancura que se pretende.
Anseie o nulo para que atinja o supremo início do tudo de novo.
Muito gosto,
Cabra Branca.

terça-feira, 24 de agosto de 2010

20ª Consulta


Os EX-incluídos

Cara amiga Cabra,

Aqui vai o meu... nem sei como apelidar, não posso chamar inveja, porque não é isso. Como definir o desejo por só o que já não me pertence?

Divorciei-me para usufruir das melhores noites de sexo com o depois já meu ex-marido. E assim me recordo te ter enveredado por este desejo do após. Alinhando em sucessivos namoros expirados ao fim de um, dois meses para almejar noites escaldantes nas mais intensas delicias sexuais com os ex´s. Pode parecer estúpido ou mesmo sem lógica, mas é um real dilema que não consigo dispensar nem perceber a causa/origem.

Anseio que aceite este meu mail e opine desse seu jeito de Cabra afoita e sabida.

Diva

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Cara Diva, a minha opinião pode ser breve ou provavelmente obtusa! Que tal começar pelo fim? Isto se realmente quer soldar alguma relação, coisa que ficou imperceptível no seu mail. Quando digo, fim, refiro-me a intitular o seu novo parceiro sexual de ex qualquer coisa, se desta forma achar que alcança um melhorado empenho sexual. Crie uma personagem, imagine-o como o seu ex-dentista; ex-jardineiro; ex-colega ou de um ex-amante, isso, o seu actual ex-amante!

Talvez me diga que o problema é que não tem tesão pela novidade, mas sim pelo já conhecido e consumado. Aí julgo que a questão centra-se no seu à-vontade, depois já sem compromisso de esposa ou namorada, onde o seu papel já não tem de ser definido de “bem comportada”, e se dê na entrega da loucura, se solte dando largas a devaneios escondidos na carapaça de mulher modelo, ainda estereotipada pelo pensamento de alguns homens. Mas será que sim? Será que eles ainda querem o perfil de mulher certinha?

Querida Diva já a minha avó dizia, que uma mulher quer-se uma senhora na rua, e uma senhora puta na cama! Pense nisto, desta forma julgo que conseguirá alcançar melhores resultados no seu interesse sexual, tanto para si como para o seu companheiro, tornando a relação mais sólida e duradoura!

Escaldantes enlaces

Atenciosamente, Cabra.

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Desasso*Cego

Quando me pus a pensar...

O pensamento é um gajo que nos deitar a baixo em segundos quando doloroso ou faz-nos sorrir em menos que isso aquando agradável. Tira-nos o sono nas maiores tusas de alegria ou nas mesmo que pequenas quedas de infelicidade. Interrogações, desespero nos dilemas de pensar é a morte! O pensamento cega a calma, desassossega o mais tranquilo estar! Onde se desliga?

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Longo

Na orla, aprecio as outras idades. Tendencial para os pouco menores de 30 anos , convivo com eles, misturo-me e avalio as novidades. Estonteio no “está-se bem”, ou melhor “táss”, não importando se táss ou não táss ou que merda é essa de tássbem! Mas que se está? Grande parte desempregados com cursos sem certezas de nada!, qual tássbem!? Andam com passos lentos de andar cheios de tudo e vazios de nada, ofertam juventude, e?, e Táss... Decisões? Táss!, vontades? Táss!, amores de morna que pouco chega a escaldar! Táss!, amigos?, sempre novos, táss!, a família?, anda para lá, não chateia e táss!, o estar?, é estar-se TÁSS!!!

Viro o rosto, encaro nos meus de 30 a 40, “estou todo queimado!” ou melhor “cásetá”, cásetá talvez... a cabeça marcada de caroladas do não sei quê, um pouco de equilíbrio desequilibrado. Cásetá, consegue-se mais ou menos um emprego, com sorte dentro da área de formação. Relacionamentos amorosos, mais ou menos cásetá, com gosto a coisa vai, ou nem tanto, e ninguém se atura Cásetá! Acabam mamados da tola, desgaste de tanto tentar perceber ou pensar o que não funciona ou funcionou, quando se tem quase tudo para funcionar! Cásetá, num jogo de cintura até calibrar! Percebe-los?, népia! Divagam em abismos incógnitos de sentir! É o... indo CÁSETÁ!!!

Tombo entre os 40 a 50, nos “percebo, ...sei que” ou melhor “poisssssseiiiiiii”, arrastados no sabem tudo, percebem tudo, já viram tudo, sentiram tudo, compreendem tudo, divagam de tudo!!! Uma cultura perturbante do saber do sei tudo! A coisa com estes funciona quase sempre na boa ou na boa altura! Passaram na nesga da porta. A CEE foi a loucura das oportunidades, cursos remunerados à velocidade dos alcatrões espalhados. Poisssssseiiiii! a vida dos actuais 40tões quase que arrisco dizer que veleja pelos iates e hobbies de luxo. Fazem-se perceber que sabem viver! Os menos possuídos dentro dos BMW e os de mais bagulho nos seus SMART`s, porque é bem! Poissssseiiiii! Relacionamentos de fachada, mas bem enquadrados no guito, no que é bens materiais. Poisssssseiii! comem-se marinados em vinha de alhos e bugalhos, traições e outras coisas tais, mas eles vivem bem e elas de bem vivem! é POISSSS!!!!!SEIIII!!!!!

Escuto os 50 a 60, os “achava que” ou melhor “não sei de nada, não estou para isto!”, falar de quê? Os que foram os adolescentes e jovens dos cravos, que falam até vomitarem a alma e criam calos nos tímpanos dos outros. Deprimem-se no que foi e julgavam que iria ser... a reforma antecipada antes do berro e levem cada vez menos! Reforçam a ideia das vacas gordas, e das coisas pouco burocráticas. Não sei de nada, não estou para isto! Invejam os de menos idade e queriam saber o que sabem hoje! Não sei de nada, não estou para isto! foram os que abriram caminho em força de goela e agora sem força na verga, mergulham em azuis! Lutam por não ficar só, eles que rebentaram a escala no gráfico dos divórcios e agora NÃO SEI DE NADA, NÃO ESTOU PARA ISTO!!!!

Observo de perto os de 60 a 70, são os “coitados dos jovens” ou melhor os “Tssssssttt” quase colados aos Táss! Os Tssssssttt observam com olhos tristes os Tássbem, os cásetá, os poissssseiiii e ainda os não sei de nada, não estou para isso! A vida dos Tsssssttt foi vincada e apesar de observarem as ditas facilidades de hoje, percebem a falsidade da coisa, no que ainda se está pior, Tsssssttt! Aparentam tranquilidade no desassossego de uma reforma por inteiro, que pouco dá para extravasar, quando era o que precisavam, como saltar de um pára-quedas radical dos sonhos de infância, TSSSSSSTTT!!!

Infelizmente pouco se vê os de 80 a 90, os que se apresentam são os “silêncio” ou melhor “encolhe ombros”, surdos, mudos, apáticos do que foi, esperando pelo quando chegará! Encolhem ombros, no querem lá saber, não têm tempo para alertas ou sms da vida dos outros.

E quem sair, que feche a porta. Voltem se der vontade, se não, encolham os ombros e deixem andar...

domingo, 15 de agosto de 2010

Crises

- Psssttt, achas que estou uma gaja muito acabada, meio abandalhada, gorda e mal amanhada, desinteressante à vista desarmada, sem queda e onde já ninguém se dá no amparo ?
-
Quem foi que te disse isso? Alguém de papo cheio? Só pode! Que raios!!!
-
Ninguém disse, é uma crise... hummmm ...ou papo vazio!

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

...


" A maior covardia de um homem é despertar o amor de uma mulher sem ter a intenção de amá-la"

sábado, 7 de agosto de 2010

simples ou com vulgar?

- Como é minha amiga? Bonita estás, sorridente sempre, e dentro das chatices andas bem disposta! Anda aí pássaro vadio?

- Olha , nem um, tenho vários ! Dado o meu feitio, este é o meu melhor quadro! Provavelmente alguma mais afoita descobriu mais cedo, agora é ouro sobre os meus jeans azuis! É mais uma forma de estar ou forma, como queiras!

- Mas Elsa, e nessa “forma” amasse? Não estou a perceber!

- Amasse? – riu - Amassa-se! Conforme a perspectiva, esta é solta de compromissos emocionais. Penso melhor, ao meu jeito. Diz-me tu, quantas vezes pensaste em como seria excelente confeccionar um ser amante à tua medida Alice?

- Algumas...

- Então, assim eu tenho o meu marido fiscal, que me alerta para os pagamentos e dividas ao estado. Dia mais, dia menos trata-me das mais pequenas facturas; o marido bricoleiro, que realiza com precisão os meus traços a lápis, alinhavos projectos de criatividade aligena; o marido medical, que passa a drogaria por sms aliviando-me as dores; o marido cuisine, adoça-me a azia, meiga-me a boca com papas e bolos me engana como tola; o marido sensual, capa de revista que me anima a vista em noites da tanga, conversas regadas a tinto ou a branco ou ao que houver que não somos esquisitos, não há comes, embriagamo-nos em horas de dialogo; o marido homeopata que treina as aprendizagens em meu corpo, estica, torce e massaja, eleva-me aos picos do bem estar; e o meu velho marido, o que ainda me passeia, ensina, alerta, aconselha, bate-me nos miolos desmiolados, me deseja na idade que já foi dele – silêncio – e ando completa, não consigo tudo isto num só amasso!

- E isso chamasse o quê Elsa?

- Social amiga Alice, social...

domingo, 1 de agosto de 2010

Vem AQUI porque...

"Em segundo lugar está a minha querida Cabra. Embora algo inconstante, adoro os seus posts e a ironia subjacente aos mesmos. Além disso a Gaja é gira e tem um "consultório" virtual que dá um jeitão onde dá conselhos "matrimoniais"." Stargazers
E foi assim, algumas razões para o merecido selo, confesso que o que mais gostei e achei válido foi "a gaja é gira", epá sabe sempre bem ler isto, sobe o ego e a imaginação ;-)
Minha Querida Star, como te disse, falem bem ou mal, falem por favor!
Relembro que aqui, nesta montanha, não espere nada, nem deslumbramento nem desilusão, não é essa a brancura que se pretende.
Anseie o nulo para atingir o supremo início de tudo do novo.

Passo o Selo a algumas personagens que julgo não terem a mínima pachorra para estas coisas, mas fica o registo de como eu os gosto!
Sem ordem de preferência;
REI LAGARTO - Porque é o único da Realeza que me liga!
JAIME PIEDADE VALENTE - Porque é valente, por vezes sem piedade e principalmente genial!
JOÃO TROLHA - Porque foi o meu primeiro amante e já não é o primeiro selo que lhe dou!
DON JUAN LIBERTINO - A minha actual delícia!
PADRE CONFESSOR; MADRE SUPERIORA E NOVIÇA - Porque sou muito católica e não lhes falto à missa!