Este pêlo branco

Aqui, nesta montanha batem os primeiros matinais raios de sol e quando este desce e se apresenta o luar tem-se a sensação de que nada se apresentou diferente do que já foi, do que é ou que poderá vir a ser. Não espere nada, nem deslumbramento nem desilusão, não é essa a brancura que se pretende.
Anseie o nulo para que atinja o supremo início do tudo de novo.
Muito gosto,
Cabra Branca.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Cabra

"Não importa o tamanho da Montanha, ela não pode tapar o sol."

9 comentários:

  1. "Aquele que sabe e sabe que sabe
    é sábio - Segue-o
    Aquele que sabe e não sabe que sabe
    está a dormir - Acorda-o!
    Aquele que não sabe e não sabe que não sabe
    é um idiota - Enxota-o
    Aquele que não sabe e sabe que não sabe
    é simples - Ensina-o!"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tento ensinar embora queira sempre aprender!

      Beijo

      Eliminar
  2. A única luz que nunca se extingue na montanha é mesmo a tua.

    :)

    beijo.te

    ResponderEliminar
  3. Nem a tua imagem é sombra minha, é sim um vicio suspenso

    :)

    ResponderEliminar
  4. Olá,

    Certamente que por tão "maior" que seja a montanha, por tão radioso seja o sol, fecha se o olhos e se pensa, que por vezes é "tão" mais fácil acender se uma lâmpada do que se olhar para o sol. . . .


    Continuo a ler . . .

    ResponderEliminar
  5. Concordo, mas não vejo beleza num olhar uma lâmpada!

    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá ,
      Sim e certo que não existe beleza no acender de uma
      Lâmpada, mas certamente e muito mais cómodo
      Carregar num interruptor e fazer se luz artificial do que
      Caminhar montanha a cima para que efectivamente se consiga dar a
      Oportunidade de deixar o natural irradiar o que permanece na "penumbra "

      Beijo

      Continuo a ler . . .

      Eliminar