Este pêlo branco

Aqui, nesta montanha batem os primeiros matinais raios de sol e quando este desce e se apresenta o luar tem-se a sensação de que nada se apresentou diferente do que já foi, do que é ou que poderá vir a ser. Não espere nada, nem deslumbramento nem desilusão, não é essa a brancura que se pretende.
Anseie o nulo para que atinja o supremo início do tudo de novo.
Muito gosto,
Cabra Branca.

quinta-feira, 5 de abril de 2012

só muda a vogal!



Depois do desafio anterior, quem tinha afinal alguma curiosidade sobre a Cabra, que se tenha lambido de consolação. Afinal a Cabra não passa mesmo do que é, Cabra.
Mas hoje é noite de ser “diferente”, mudo-lhe uma simples vogal, cansada do “a”, enfio-me dentro de um “o”! Feitas as contas, de cAbra passo a cObra, julgo ser muito interessante e para vós, sim, já vos sinto vibrantes!
Certa porém, de que não abandono o meu lustroso e macio pêlo branco, não! Hoje visto-me de pele de cobra, ei-la luzidia e escorregadia. Hoje é com língua de cascavel. Hoje!
Não se cansem nestas linhas, elas vão se alongar e tudo o que cheira a muita letra junta dá sono e canseira, contudo acredito que conseguirei captar a vossa atenção. E obrigada desde já, por terem chegado até aqui!
Blogues, são casas sem paredes, sem tectos, sem uma singela porta que possamos bater e pedir licença para entrar, a medo ainda ficamos na espera de quem nos possa vir atender. Nos blogues não há senhoras das que emprenham revistas de foro religioso a ficarem à porta ou a serem enxotadas, despachadas com a mais pura das mentiras “tenho a casa a arder, agora não posso!” ou “tenho o bebé a vomitar, lamento mas não posso!”. Quando se dá conta não se está numa dessas casas mas já se entrou na aldeia toda!
E nesta aldeia da blogosfera, na qual eu montei a minha montanha e que é povoada não só pela Cabra que sou, mas por todas as Cabras e Bodes que aqui igualmente vêm ruminar, encontro-me fiel a vós com todos os estados de alma e de graça que me vão caracterizando. Tal como o amanhecer, mesmo nos dias cinzentos temos a certeza que o sol não se esqueceu de acordar.
Vai para dois anos e meio que subi pela primeira vez esta escarpa e fui encontrando pessoas maravilhosas e tal como as casas sem paredes, estas pessoas desta aldeia são desprovidas de pele, irrelevante quais vogais aqui se imponham para as conotar! Não têm conotação, não importa ter! São pessoas. A algumas lhes vi a estrutura, outras só as imaginei. Todas têm a sua cor o seu cheiro e o seu encanto. E só falo das que vieram sempre por bem, porque até hoje, posso gabar-me de que na mesa deste pasto só se sentaram, e continuaram a sentar, as melhores flores do prado. E grandes repastos se ruminam aqui! E como em toda a grande festa, não se quer a toalha limpa e houvera também nódoa lânguida que tivera o prazer de se impor à sua presença!
Sem esquecer ilustre, como todo o blogue que se preze, tem-se o anónimo de estimação. E o meu? O meu, ainda que periodicamente me dedique alguma atenção, nutro grande amor platónico por ele!
Mas afinal o que me entristece? Sim, tanta dedicação nesta lenga lenga... pois que são, casas com falsas paredes, a verdade é essa, blogues que se dizem escritos a mulher e que não passam de homens curiosos ou mal formados, já nem sei. Entristece-me um blogger enlaçado a policia à paisana, um blogger voyeurista, um blogger contrabandistas, um velhaco blogger! Bom, entristece-me... ou não, porque os olhos aqui são sempre mais que o dobro e as orelhas igualmente, já as “bocas”, essas aqui por vezes estão como as das cAbras, por outras, com línguas altamente afiadas como as das cObras!

e agora vou pensar numa lua, uma história e um segredo...

17 comentários:

  1. uma cobra faz xavor,essa da foto é uma anaconda.
    Se já impunhas respeito como cabra agora então....vou já procurar o antidoto antes que seja mordido ;)*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é melhor é!
      Não te dou garantias de sobrevivência!

      Eliminar
  2. Mais uma vez rendido às tuas palavras

    ...Respect....

    gosto.te

    beijos

    ResponderEliminar
  3. Vieste mesmo espalhar veneno e espalha-o bem
    Gostei bastante do teu blog e deste post em particular
    Passa pelo meu blog, tenho um post novo e uma sondagem nova tambem
    Beijos charmosos

    ResponderEliminar
  4. Encato-me com a tua escrita como sempre me encantei com a tua pessoa, e é isto mesmo é uma aldeia global,mas só alguns conseguem me captar,nao só com uma amizade eterna,como com a leitura sorridente..leio muito e de tudo esta tua casa faz parte das minnhas leituras ofiçiais,junto aos jornais do mundo que insisto em ler..por vezes pessimamente mal escritos !!A ti maravilhosa na escrita e linda na pessoa , ou vice-versa pois pouco importa;te ofereço o meu melhor sorriso,e te mando meu pensamento...De volta nao precisa nada,mas, se guardares um sorriso para mim, eu quero !!! Bjnhos e "keep going".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Terei muitos sorrisos para ti, sempre.
      Gostava tanto de ter ver... mas temos um oceano como muro. Aqui é só mais uma janela.
      Obrigada
      Beijo-te

      Eliminar
  5. Acho que o blog deve servir para nos estimular.
    A blogosfera estimula-me, encontro criatividade, perspicácia, inteligência, sentido de humor (acima de tudo sou uma mulher com sentido de humor) e boa gente, também.
    E é nesta perspectiva que encaro «isto» dos bloggers, retenho o bom e apago o que não interessa.
    Eu também sou visita assídua na montanha.
    Um beijinho bom,
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Ana, eu deito fora o que não interessa escrevendo assim, com afinco e atitude ou não... :)

      Beijo

      Eliminar
  6. Pois que existam "bocas" que te façam sorrir, corpos que saibam estar ou desaparecer e mentes que saibam respeitar.

    "Não basta sê-lo, tem que parecê-lo"

    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. isso seriam mentes brilhantes! Gosto disso!

      Eliminar
  7. Máscaras que se usam a que intenção e saber do pior e só damo-nos conta quando somos pica em suas bocas e o veneno a escorrer já nos matou. Raras as exceções às regras mais insanas.
    Gosto desta 'La Cabra' a propor reflexões e achados, que de busca.. já fartei-me.


    Beijos.Me

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. M não passa disso mesmo, reflexões :)

      beijo_TE

      Eliminar
  8. gostem ou não continua o teu bom trabalho aqui ;)

    bj doce

    ResponderEliminar