Este pêlo branco

Aqui, nesta montanha batem os primeiros matinais raios de sol e quando este desce e se apresenta o luar tem-se a sensação de que nada se apresentou diferente do que já foi, do que é ou que poderá vir a ser. Não espere nada, nem deslumbramento nem desilusão, não é essa a brancura que se pretende.
Anseie o nulo para que atinja o supremo início do tudo de novo.
Muito gosto,
Cabra Branca.

terça-feira, 25 de junho de 2013

Pisar


Envolta em amargura saiu para a rua. Admitia-se sem enchimento.
Não transbordava qualquer tipo de sentimento, nem dor, nem admiração, sofrimento ou imensidão. Consentia fel, num pisava de calçada usada, que até achou muito para si. Ansiou um carreiro de pó terra ou uma areia fina e húmida em carícia pelos pés. Entristeceu, era cidade, o que se tinha como simples caminhar, era aquela calçada coçada.
Aceitava-se como uma bica pouco escura, pouco quente e bastante amarga, que num trago a engoliria sem protesto ou registo num livro de reclamação. Que haveria por insurgir? Como um bolo sem direito a recheio, um pastel sem camarão, umas pipocas sem açúcar ou sal, a quem assiste um filme que não é seu. Convencia-se sem persuasão de que jamais seria o dela. Uma fita crua, que não satisfazia os mais ínfimos desejos queridos, não enquadrava e muito menos  abrangeria um pouco do melhor de todos.
Voltou a casa, julgando-se suada por um suor sem odor, sem mancha amarelada, não emanava satisfação, alegria ou tristeza. Teria coração? Batia-lhe sim, sem grande convicção.
Sentou-se sobre uma caixa vazia, olhou sem emoção pelos  dois minutos em falta para um fim. O programa da máquina da roupa suja parou, suou o som, leu-se FIM.
 

4 comentários:

  1. até gosto do texto mas é extremamente confuso, nada fácil de ler. Algumas frases têm de se ler e reler várias vezes para se compreender. Penso que deveria apostar na simplicidade.
    abraços

    Carlos_43

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Carlos, há que voltar mais vezes :)

      Abraço

      Eliminar
  2. tudo tem um final. Eu não gosto da palavra fim, provavelmente porque não consigo aceitar que tudo termine....
    Espero que não haja aqui um final qualquer :)
    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 2 sabores para todo o final há que acreditar num excelente recomeço!

      Obrigada por estares sempre aqui! BEIJO <3

      Eliminar