Este pêlo branco

Aqui, nesta montanha batem os primeiros matinais raios de sol e quando este desce e se apresenta o luar tem-se a sensação de que nada se apresentou diferente do que já foi, do que é ou que poderá vir a ser. Não espere nada, nem deslumbramento nem desilusão, não é essa a brancura que se pretende.
Anseie o nulo para que atinja o supremo início do tudo de novo.
Muito gosto,
Cabra Branca.

terça-feira, 1 de janeiro de 2013

azul


Nasci homem sem me aperceber que mulher seria ou terei nascido mulher? Escrevo do pouco do homem que sei e dalguma coisa de mulher que terei. Afinal, não serei nem homem nem mulher. O que escrevo, o que falo, é um acredito que acreditei, no homem que serás, na mulher que talvez serei. Tu que homem és, revela tudo o que quero saber, tudo sobre o que não saberás contar. Não será preciso, afinal como mulher digo, nem numa palavra acredito, e como homem trago em mim um macho aflito! Sei, mais fácil desventrar-te que revelar-te. Tu homem, de uma mulher saíste do escuro feminil, dum ventre sem limite. Mas te descortino, sem grande desatino e ri-te varão, lá sabes que razão, o porquê de teu tamanho, concederam-te envergadura, tal gótica arquitectura, doaram-te força e mestria, algum poder empacotado e sabedoria. E tu, sorri princesa, a ti sobrou beleza, suave brejeirice, uma forma sábia de sacanice. Eu? Já disse, nasci mulher sem me aperceber que homem seria ou terei nascido homem... que importa, escuta, bebo presunção, engulo em julgada permissão, até dou por desbarato este parecer ingrato, essa única costela de Adão que agora parece bem por ocasião. Serei fêmea em confusão? Nada disso, só quero uma razão, que há, diz másculo altivo, existe na mulher que sou e no homem que me mora, sim, sem mais demora, todo tu és macho flora, fêmea rendida, dignos de o ser, agora toma como tino, sorve esse comprimido, que tem cura. Acordamos agarrados, cegos sem sexo concedido, engole outro curativo e vejamos de repente tudo o que é diferente.

13 comentários:

  1. azul… mesclado [forte]


    um bom inicio de ano ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um excelente começo FORTE para ti ;)

      Beijo opus

      Eliminar
  2. Não é esta cor que pertence à tradição ridícula de fim de ano, relativa a roupa interior? ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois dizem que sim, mas eu iniciei de BEGE cor que por sinal detesto, mas enfim este ano em tudo será diferente :P

      Beijo EROS

      Eliminar
  3. A tradição já não é o que era ...

    •°*”˜˜”*°•.¸☆ ★ ☆¸.•°*”˜˜”*°•.¸☆
    ╔╗╔╦══╦═╦═╦╗╔╗ ★ ★ ★
    ║╚╝║══║═║═║╚╝║ ☆¸.•°*”˜˜”*°•.¸☆
    ║╔╗║╔╗║╔╣╔╩╗╔╝ ★ NOVO ANO ☆ 2013
    ╚╝╚╩╝╚╩╝╚╝═╚╝ ♥¥☆★☆★☆¥♥ ★☆

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em nada!!!!

      Um excelente 2013 pata ti BIG J

      BEIJOOOOOOOOOOSSSSSS

      Eliminar
  4. Desconcertante.
    A fusão de Homem no corpo de mulher, perdido na alma de homem renascido na mente de mulher.
    Beijos doces de Homem e um Bom e Delicioso Ano de 2013 como mulher :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E chegaste lá, já te conhecia tal sensibilidade e nunca duvidei dela.

      Excelente 2013 MEN ;)

      BEIJO ESPECIAL ***

      Eliminar
  5. Já te tinha dito que te adoro, também, quando escreves em «versão» homem.
    Achei fantástico, intrincado, tive de reler para apreciar devidamente.

    Um beijinho ENORME,
    Ana

    ResponderEliminar
  6. E eu respeitei a tradição e vesti azul, acho que pela primeira vez, mas a lingerie era mesmo gira... lamento desiludir.

    Beijinhos,
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Ana, as tuas palavras, como sempre, são um aliciar à escrita (à minha)

      E azul não é desilusão é sim uma cor ilusão para muito boas genteS.

      BEIJO e um excelente 2013 para ti e para o Manel

      Eliminar